Páginas

terça-feira, 10 de maio de 2016

As Romãs Resistem

O título que dá nome ao presente texto, refere-se a uma associação cívica com sede em Castelo Branco e que, entre outras finalidades, se propõe lutar a favor de um bom ambiente.
Conhecedora da atividade da Triplo A - Associação Ambiental de Alcains, endereçou um convite para que a Triplo A, estivesse presente num colóquio, recentemente realizado, na Biblioteca Municipal de Castelo Branco, sobre a poluição no rio Tejo.


Presentes várias entidades e cidadãos que têm no bom ambiente uma forma de viver a vida, refiro um Engº químico e um biólogo que constituíam a mesa, na assistência alguma comunicação social, a Quercus, o pescador de Vila Velha de Ródão que tem denunciado na comunicação social as atrocidades ambientais ali cometidas, o senhor Consolado que tantas filmagens tem feito sobre o tema, ameaçado várias vezes pelos poluidores, e por fim o Dr. Luis Correia da Câmara de Castelo Branco e o respetivo vereador do ambiente municipal albicastrense.


Razões particulares impediram-me de estar presente desde o início, e quando cheguei, já perorava o Dr. Luis Correia sobre a necessidade de se preservar um bom ambiente no rio Tejo.
Ouvi o pescador de Vila Velha denunciar os almoços pagos pelos poluidores para comprar silêncios a Vilavelhorodenses com “problemas graves de coluna”, e em privado, ameaças físicas de proibição de filmagens no Tejo  e na Centroliva, esta que explora uma bagaçada atividade, que o Dr. Luis Correia pretende uma cópia em Alcains/CBranco.
E contra a qual luto, lutamos.


Caso esteja interessado em ver e ouvir de viva voz, a minha intervenção, clique no video em baixo.

video

Para visualisar o debete na íntegra, por favor clique AQUI.
Obrigado.

Manuel Peralta